DESVENDANDO ALGUNS SEGREDOS DE UM MÉTODO INOVADOR. Quer entrar na engenharia da transformação?

A GRANDE CONFRONTAÇÃO.

Módulos formativos da Escola Consciente, com a introdução do fundador Alberto José Varela, desenvolvendo o tema: APONTANDO Á CABEÇA. A ousadia de questionar a suposta evolução interior daqueles que fundaram, dirigem e sustentam a organização INNER MASTERY INTERNATIONAL e de relativizar os resultados que estamos a alcançar.

A Escola Consciente nasceu da necessidade imperativa de um grupo de facilitadores na integração psicoterapêutica, para elevar o nível e a qualidade do trabalho que eles fazem nos retiros de evolução interna organizados pela Inner Mastery International . Mas esta iniciativa não nasce do fato de que o que fazemos não satisfaz as necessidades dos nossos participantes, mas do fato de estarmos cientes da oportunidade que temos diante de nós, desenvolvendo o nosso potencial.

Recebo cartas de centenas de participantes que comparecem aos nossos retiros, agradecendo o trabalho profundo e eficaz fornecido por facilitadores, terapeutas e integradores. Quando param para detalhar o que receberam, enfatizam, acima de tudo, a tarefa dos integradores e terapeutas, porque reconhecem que, com o vínculo criado e em tudo o que partilham com eles, ocorre o fenómeno da compreensão. As pessoas começam a se entender, a entender as suas vidas e os seus negócios de uma maneira que até agora não podiam. Isto acontece graças às intervenções que realizamos através da dinâmica da fala e do grupo após tomar medicinas xamânicas.

Se eu tivesse com este precioso sentimento de que “ESTAMOS A FAZÊ-LO BEM” – como os resultados o demonstram – eu estaria enterrado na mediocridade e entraria num espaço interno de involução que não me permitiria continuar a apoiar esta organização que é dedicada à EVOLUÇÃO INTERIOR. Se eu não evoluir, o método está em perigo. Mas isto é extensível a cada um dos facilitadores e integradores que trabalham comigo, não para mim.

Se planeamos melhorar, é porque ainda não estamos preparados para a ocasião.

É claro que devemos entrar no centro das nossas próprias limitações para libertar a energia de cura nova e renovada. Por isso, vou expor as limitações que tenho sustentado e, quando começo a transcendê-las ativam-se novas ondas de criatividade e expansão.

Quando nos propomos a ir além, a primeira coisa em que pensamos é melhorar o método ou o que fazemos, refinar as técnicas ou mudar a maneira de como o estamos a fazer. O grande confronto é dirigido primeiro a mim mesmo, como mencionei antes, mas depois aos alunos que frequentam esta escola, que são diretores, coordenadores, terapeutas, facilitadores e integradores, e que muito possivelmente não se estão a ver profundamente ou a dar-se conta do ponto de involução em que se poderiam encontrar.

A qualidade dos serviços que oferecemos é maior do que as expectativas que os participantes trazem, mas muito menos do que poderíamos fazer se dessemos um salto interno.

É perigoso gabar-se dos aplausos de pessoas que ainda não conseguem perceber a substância do nosso método. Porque isso limitaria-nos na sua expansão, ficando satisfeito com os resultados aparentes produzidos pelo trabalho a partir da superfície. Porque, na parte mais superficial da nossa proposta, emanam impulsos de cura que são profundos para pessoas que até agora só sabiam acalmar ou aliviar os sintomas. Ir à raiz é a nossa especialidade, mas é um trabalho de aprofundamento permanente em nós mesmos, porque nunca podemos alcançar a profundidade dos outros se não a alcançamos antes.

É essencial estar ciente das limitações que dominam o pensamento e o desenvolvimento de facilitadores, terapeutas e integradores, pois tudo o que está a acontecer dentro deles é transmitido para fora e entra no campo de compreensão dos participantes. É inevitável e impossível não transmitir o interior para fora. Esta realidade pode ser percebida mais ou menos no exterior, segundo a arte de ocultar cada uma delas, mas o impacto ocorre da mesma forma e de maneira natural. Se pudermos estar cientes disso, quero sugerir:

  • Vamos rever o estado interior em que realmente estamos.
  • Que tenhamos a coragem de reconhecer as limitações que nos dominam.
  • Que determinemos os aspectos urgentes e importantes a serem resolvidos na 

nossa vida.

  • Vamos considerar sinceramente se podemos sustentar o trabalho que 

fazemos.

  • Que ressignifiquemos o que consideramos que estamos a fazer.
  • Vamos refletir sobre o que fazemos mediocramente.
  • Vamos enumerar as falhas e frustrações que experienciamos.

É disso que trata a ESCOLA CONSCIENTE. Destinada a terapeutas, facilitadores de medicina, integradores psicoterapêutas que desejam ir além. Eles são aqueles que não estão satisfeitos ou acomodados com o que estão a fazer.

Nesta escola, não ensinaremos nada sobre o uso de substâncias enteógenas, nem sobre o uso de ferramentas ou técnicas; estamos interessados ​​em elevar o nível interno, a qualidade do pensamento, a abertura ao sentimento, a conexão com o divino, saltando para o transcendente. Apontamos aos pontos de estagnação, bloqueios ou nós que podem estar a interferir no nosso desenvolvimento espiritual e na harmonia da vida quotidiana. Porque sabemos que tudo o que conquistamos dentro de nós mesmos emanará espontaneamente em todas as pessoas que contactamos, seja ao nível de relacionamentos pessoais ou profissionais.

ALGUNS DOS PROBLEMAS QUE TRATAMOS PERMANENTEMENTE SÃO:

  • A arte de criar vínculos.
  • A descoberta do poder e da magia da comunicação.
  • Expansão individual por meio verbal e expressão não verbal.
  • Detectando gestos, posições e revelando movimentos através da leitura do corpo.

No primeiro ciclo de formação, faremos uma introdução a todos estes tópicos e faremos uma aula prática para verificar se, no contato com outras pessoas, todas as portas da evolução interior estão abertas.

FAZEMOS AS SEGUINTES PERGUNTAS:

Somos o que comunicamos, o que percebemos, o que expressamos, o que fazemos ou o que obtemos?

Que diferenças ou coincidências existem na maneira como nos aguentamos no âmbito íntimo, privado e público?

É possível alterar as formas sem transformar o plano de fundo?

Qual é a consciência da presença do próprio poder?

Como influenciar favoravelmente o campo de compreensão de outras pessoas?

O que trazemos e o que é incorporado na vida através da experiência?

SIGNIFICAÇÕES DE CONCEITOS QUE DESENVOLVEREMOS:

O despertar. Consciência, consciência e supra consciência.

Mudança, transformação e evolução interior.

Campo de compreensão, transformação e de não-ser.

Ferida, trauma, condicionamento e guião.

Lei fundamental da vida ou regras que governam as nossas decisões.

O JOGO DE COMPREENSÃO:

Todas as questões que discutimos e as abordagens adotadas serão desenvolvidas a partir da perspectiva da COMPREENSÃO como um conceito central. Considerando-o como um subproduto de uma consciência.

O processo que precisa passar por qualquer ser humano que queira evoluir consiste em saber onde e como está, descobrir para onde quer ir e procurar uma saída para encontrar a solução. Mas, para isso, é necessário primeiro se render, porque “A VIDA, DIFERENTE DO XADREZ, É UM JOGO QUE COMEÇA APÓS O XEQUE MATE”.

O mal-entendido é o caminho do despertar, a busca pela compreensão é o caminho da evolução interior, compreender é o processo de cura.

CURA  TRANSCENDENTE:

A ideia e a proposta são curar a cura, uma vez que a cura, como a conhecemos, está doente, infectada por ideias e conceitos difusos e imprecisos que afastam as pessoas do que acontece. A cura foi infectada pelo vírus do condicionamento humano, mas a sua essência pode ser resgatada. Curandeiros de quase todo o mundo propõem a cura de um ego curador, concentrando-o na doença e propondo uma meta ou objetivo a alcançar.

É necessário recuperar a memória, que o espírito humano já é saudável, a cura é a própria natureza do Ser. O nosso ser já é iluminado. O nosso espírito está sempre acordado. Esta realidade interna foi esquecida, oculta ou bloqueada, perdendo-nos na periferia confusa e condicionada. A partir daí, tudo o que é tratado está relacionado à manifestação externa de desconforto e incómodo interno e, portanto, todo o trabalho realizado para resolver o que se manifesta inevitavelmente omitirá a busca pela origem. Houve uma distração que distorce tudo.

NÃO TERAPIA… A GRANDE CONFRONTAÇÃO À MENTIRA.

Aprofundar-se nesta técnica é em si mesmo transformador. Denuncie o auto-engano, descubra os personagens que nos dominam, reelabore o roteiro que nos submete, tire o poder do ego, pare de usar as máscaras, mergulhe no que somos, desidentificando-nos do que não somos… é um feito imponente para a vida de um ser humano que ativa o Ser imediatamente, produz um pulso de despertar, do qual é muito difícil conseguir se destacar.

A observação de como as feridas se tornam traumas através de uma percepção redentora que absolve e liberta a fonte traumática para auto-imputar a origem do sofrimento, produz o entendimento de que a inocência é usada pelo amor para não criar divisão, e esse amor usa a inocência para se proteger. O mecanismo automático que é adquirido pela identificação com os fatos e tudo o que acontece, cria a identidade e o consequente destino trágico de viver dentro das limitações.

A IDEOLOGIA DE UMA ORGANIZAÇÃO QUE ORIGINA UM MOVIMENTO

Involuntariamente, por acaso ou por que sabemos, magnetizamos e reunimos um grupo de pessoas de quem fomos encontrando profundas coincidências que apoiavam os princípios básicos e a consequente ideologia em que baseamos o nosso planeamento, decisões e ações.

O corpus que estamos a criar, na medida em que estamos a descobrir as colunas que apoiam a organização e deram origem ao movimento, estamos expressando-o em palavras para serem observadas e dar-nos uma explicação da estrutura energética em que estamos.

escuelaconsciente@innermastery.es

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O EVENTO:

A GRANDE CONFRONTAÇÃO: A ousadia de questionar a suposta evolução interna de gerentes, facilitadores, terapeutas e integradores, e relativizar os resultados que estamos a obter na organização AYAHUASCA INTERNACIONAL E INNER MASTERY.

Compartilhe

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top