QUANDO A LOUCURA DE UMA CRIANÇA PURA É TRANSFORMADA NUMA OBRA DO MISTÉRIO. Para mim tu és o único Deus que existe

DECÁLOGO EXISTENCIAL para lidar com a vida.

A atitude que me convence antes da chegada do mistério.

Desde que eu tinha 5 anos ou mais, pude visualizar tudo o que surgiu na minha vida. Mistério, amor, família, sucesso, abundância e tantos testes alquímicos ao longo do caminho.

Então dediquei-me a viver e permitir que a existência me dissesse para onde ir, então hoje estou aqui, onde estou, num lugar nenhum, mas alcançando milhões de pessoas que me lêem e me ouvem, acreditando que há alguém para ouvir… que há palavras para ler … mas acrescentando ao feito quase inatingível de deixar de ser a manifestação do amor.

1 – Não sei quem sou, nem me interessa, não vejo ninguém dentro de mim.

2 – Não sigo nenhuma tradição ou professor. Eu não me apoio no passado.

3 – Não me sinto culpado por nada. Não removeria nem mudaria nada do que aconteceu.

4 Não tenho medo de morrer. Não é necessário prolongar a vida porque eu já a vivi.

5 – Não preciso atacar ninguém. Não evoluo se destruir os outros.

6 – Não estou a fazer nada. Não há ninguém em mim que faça alguma coisa, há ações.

7 – Não acredito em nada em que acredito e não acredito em nada em que os outros acreditam. Não acredito.

8 – Não estou num corpo ou num planeta. Eu não estou passando pela vida. Eu não existo

9 – Não há possibilidade de tu me conheceres. Eu não tenho ideia de como sou.

10 – Não concordo nem discordo de ninguém. Não há necessidade de discutir.

Ao ler estes dez mandamentos, muitos pensam que eu não sou religioso, que sou ateu ou que sou agnóstico, que não acredito em Deus ou em outras vidas …

Se é isso que eles pensam de mim, estão tão errados quanto certos. Ambas as coisas são verdadeiras, mas esse é apenas um lado da moeda. Ainda não descobriram o que sou e o que sinto; Também não preciso que façam isso, mas aqueles que entendem simplesmente sentirão nos seus corações que uma pequena parte da VERDADE SUPREMA acariciou a sua alma.

EU CONTINUAREI A DAR PISTAS DO QUE NÃO SOU , PARA QUE POSSAS VER EM TI O QUE É.

DECÁLOGO FAMILIAR para os meus filhos

A melhor herança que deixo aos meus filhos, amor, confiança e liberdade …

Texto retirado do livro “Da prisão, da minha liberdade” de Alberto José Varela:

Na segunda-feira, 10 de agosto de 2009, comemorei o meu aniversário na prisão. Tinha noventa minutos vis a vis numa pequena sala onde só há apenas uma mesa e algumas cadeiras.

Paula Carmona, minha parceira, veio com a nossa filha de 1 ano, Amelys, Elián e Aneley de 19, dois dos três filhos que tive com Marisa. Havia também Anahí, de 6 anos, que eu tive com Conchi.

Não havia bolo ou velas, apenas olhares, palavras e risadas.

Naquele dia, eu queria dar um presente a eles; Dei-lhes um código de sugestões de vida numa família que escrevi para eles e que dizia:

1 – Quando as crianças falam, os idosos se calam-se.

2 – Conversamos para nos conhecer, não para ter razão.

3 – Não existem leis ou normas, o amor guia-nos.

4 – Não há nada a esconder, mas todos temos o direito de mentir.

5 – Nada é julgado ou criticado, tudo é aceite.

6 – Ninguém manda em ninguém, cada um obedece ao seu coração.

7 – Acreditamos apenas que não há nada em que acreditar.

8 – Não há chance de alguém cometer um erro.

9 – Se alguém não perguntar, nenhuma resposta será dada

10 – Vamos fluir; A espontaneidade está acima dos planos.

11 – Não tentes ser diferente do que és; É assim que és perfeito.

12 – Aqui não há modelo a seguir ou ideal para alcançar.

13 – Todo a gente escolhe a religião que quer ou não.

14 – Não há maneira fixa de fazer as coisas, procura a vida.

15 – Se estivermos em qualquer situação sem saída, vamos rir.

16 – Que cada um perceba por si mesmo como são as coisas.

17 – Não paremos de olhar um para o outro a partir do coração até que nos entendamos.

18 – Se algo for discutido, os menores têm prioridade.

19 – Em vez de controlar e investigar, é preferível confiar.

20 – Todos os dias tudo começa do zero, o passado morreu.

Para todos os meus filhos e netos, não tenho mais nada a perder, porque o que tinha de dar de valor já lhes dei.

Para todos aqueles que me amam e confiam no trabalho que estou criando, estou oferecendo a eles a possibilidade de se transformarem no que realmente são, para que assumam o poder de se encarregar de um legado histórico que vem do desejo de toda uma humanidade sedenta de Confiar, amar e ser livre.

Para todos eles, quero deixar os fundamentos que constituem o fundamento espiritual do meu trabalho:

O CAMPO que eu reativei e que muitas pessoas estão apoiando a capacitar e sustentar é a manifestação do NÃO SER. 

1- NÃO É PRECISO SER SEGUIDOR DE QUALQUER COISA OU ALGUÉM

2- NÃO É NECESSÁRIO MUDAR QUALQUER COISA. TUDO SERÁ TRANSFORMADO.

3- NÃO HÁ BOM OU MAU. A PERFEIÇÃO NOS ENVOLVE COM AMOR.

4- NÃO HÁ NENHUM INTERNO OU EXTERNO. O TRANSCENDENTE ESTÁ A BRINCAR.

 Em breve, continuarei declarando a base do que inicialmente era uma ideia, depois tornou-se uma empresa internacional e agora deixa de ser uma organização para se tornar um movimento mundial de pessoas que comungamos na mesma busca de deixar para trás todos os tipos de crenças, dogmas e identificações… esvaziar e desocupar… e não permitir que nada ou ninguém preencha o espaço do mistério novamente.

Estamos cortando com o passado, com o que pensávamos que éramos, com o modo como eles nos ensinaram a fazer as coisas, com o ressentimento… ESTAMOS A ABRIR-NOS A ALGO AUTÊNTICO, NOVO. PORQUE “SER” ESTÁ SENDO DIFERENTE, SEM O QUE NÃO PODE SER. ENTENDEMOS QUE A ESSÊNCIA DO “SER” É AMOR E A ESSÊNCIA DO AMOR É ORIGINALIDADE.

Bem-vindo ao universo da criatividade aplicado à transcendência. A cura é pura evolução que se manifesta na vida e nos transforma para nos levar através do infinito mistério da eternidade.

Tremendo passeio que estamos a fazer…

Alverto

nosoy@albertojosevarela.com

Compartilhe

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top