UMA INFORMAÇÃO QUE TRANSFORMA O CÉREBRO, QUE LIBERTA A MENTE, QUE AUMENTA A CONSCIÊNCIA… Pelo acesso direto através das narinas, um pó natural extraído de plantas da selva.

ACESSO RÁPIDO, DIRECTO E PROFUNDO AO NÚCLEO DA INTELIGÊNCIA.

Existe um ponto interno onde tudo é e de onde podemos conectar-nos com tudo.

Tudo o que acede ao cérebro torna-se informação, e isso, por sua vez, torna-se a origem da nossa vida. Fora do cérebro são dados, coisas, movimentos, mas dentro tornam-se informações ativas que podem produzir efeitos infinitos sobre o funcionamento da nossa química, o que pode causar comportamentos tão distantes como suspeitos, o que pode tornar a nossa vida um paraíso ou inferno.

Tudo o que é externo é provável que entre e no processo se torne uma informação de qualidade superior ou inferior que influenciará a nossa inteligência essencial.

Uma grande parte da população mundial está acostumada a introduzir drogas através das narinas para produzir efeitos imediatos que ajudem a esquecer a realidade, a ser distraídos por tantos problemas e a adormecer o funcionamento do cérebro para que os pensamentos deixem de as assediar, culpar, exigir e incomodar. As drogas químicas criam informações de baixa qualidade, mas tentam compensar a baixa qualidade de vida que carregamos.

É lógico que os seres humanos procurem maneiras de escapar a tantas complicações ou aliviar de qualquer maneira os sintomas que nos afligem. O que a maioria das pessoas não sabe é que, no próprio ato de tentar afastar-se de algo, tudo está a ficar muito mais complicado. Quando uma droga sintética é tomada, a capacidade natural do cérebro de desenvolver soluções criativas está a ser anulada; As portas do acesso à fonte de todas as respostas estão a fechar-se, a conexão profunda com a origem das coisas está a ser anulada. Mas há muitos que já estão a perceber como reverter esses processos destrutivos e transformá-los em construtivos.

Eu experimentei a cocaína apenas uma vez na minha vida, e foi mais do que suficiente para perceber que estava a anular e a ficar entorpecido. Isso foi há mais de 20 anos. Mas, à mais de 10 anos, colocaram-me um pó nas narinas que é produz algo completamente diferente do que a cocaína; Aconteceu enquanto eu estava na selva colombiana a fazer retiros de ayahuasca. Esta experiência permitiu-me ter uma conexão com uma parte íntima, profunda e desconhecida do meu cérebro que mudou a minha visão, a minha percepção e a minha maneira de me relacionar com o mundo e com os outros. Foi a única vez que tive essa experiência, a esposa do taita querubim (Mary) foi quem se ofereceu para soprar este medicamento no meu nariz para libertar a minha mente; Estava numa pequena bolsa de couro que pendia em volta do seu pescoço como um colar, ela abriu-o e eu vi que era um pó marrom, ela disse-me que era Yopo, Como eu nunca tinha ouvido essa palavra para mim não significava nada, mas depois de o projetar nas minhas narinas, tive uma experiência tão espontânea e imediata que definitivamente marcou um antes e um depois em termos de funcionamento da minha mente e do poder que Eu dei aos meus pensamentos. Foi nesse momento que comecei a perceber que não sou o meu pensamento, e que eles não são meus. Eu fiz uma qualificação dos meus pensamentos o que me permitiu criar distância deles para que eu pudesse observá-los sem que eles pudessem dominar-me ou manipular-me. Comecei a ver pensamentos como movimentos de existência manifestados dentro de mim. De alguma forma, experimentei organicamente o que aprendi com a meditação. Mas depois de eu ter projetado isso para as narinas, De alguma forma, experimentei organicamente o que aprendi com a meditação.

A conexão estabelecida dentro do meu cérebro levou-me a um ponto negro, infinito e eterno. Como se a minha própria consciência tivesse entrado lá. A partir desse momento, eu nunca mais quis nenhum pó, não importa o quão natural ou curativo fosse; Para mim, foi muito difícil, doloroso, no sentido de que o meu nariz ardia como se algo me queimasse. Mas eu reconheço que o faria isso novamente, embora esta vez tivesse sido mais do que suficiente. Era o que eu precisava para começar um relacionamento diferente com a minha mente e com tudo o que ela pensa.

A partir desse momento até agora eu tentei muitos remédios ancestrais, mas depois de tantos anos chegaram às minhas mãos estes “pós mágicos”, não apenas o Yopo, mas também uma incrível variedade de pós extraídos de diferentes plantas que têm diferentes efeitos e intensidades. Agora eu aprendi que o Yopo é o mais poderoso de todos. É por isso que eu decidi apresentar à organização que liderou uma nova oficina em que diferentes tipos de pós mágicos são progressivamente e gradualmente testados até alcançar o estado que queremos neste momento nas nossas vidas. Começamos com rapés colombianos ou equatorianos, continuamos com os brasileiros suaves e terminamos com os fortes. Mas aplicando-os suavemente e tendo espaços intermediários de integração.

Agradeço ao xamã que me projetou tão fortemente o Yopo naquele momento, parece que era o que eu precisava. Mas devo admitir que, depois de conhecer milhares de pessoas no caminho da busca interna, entendi que os processos devem ser progressivos, pouco a pouco, para não criar resistências ou produzir dor excessiva e desnecessária. Assim,  o nosso método é muito bem sucedido em todo o mundo, porque não estamos interessados ​​em demonstrar que podemos tomar grandes quantidades de remédio xamânico, mas acessá-los de maneira suave e amorosa e na medida em que nosso corpo-mente pode assimilá-lo. Não é necessário provar a ninguém que somos fortes e que podemos tomá-los todos sem chorar. É tão bom desfrutar do gentil processo de conexão com o elemento de cada medicina ancestral que não é necessário impor um caráter forte que tenha capacidade para suportar qualquer coisa. Cada planta tem o seu espírito e cada espírito que vem da natureza tem uma informação sagrada que trazemos ao nosso cérebro.

A introdução destes pós puros de plantas da selva, que têm a capacidade de limpar, esclarecer, mostrar, ativar e despertar, produz precisamente o efeito contrário às drogas químicas, pois, ao limpar bloqueios, medos e inseguranças, cria um acesso direto para o “campo de ponto zero” ou fonte de toda conexão, que está localizada no cérebro. O campo de ponto zero, também chamado de vácuo quântico ou de mar de Dirac, é, sem dúvida, o foco da ciência atual. Parece que da estrela mais distante até aos corpúsculos mais pequenos, como o elétron e o quark, estão conectados a partir desse campo. Essa abordagem científica da física vem da teoria das cordas.

Para aqueles que têm experiência com essas plantas que chegam diretamente deste campo de ponto zero, eles podem garantir que existe um ponto interno onde tudo é e de onde o todo pode ser acedido. Aqueles que o fazem podem perceber por si mesmos que o núcleo está vazio, é puro, infinito e eterno, nunca pode ser finalizado ou nunca ser preenchido, e nada do que existe representa o que é cada ser humano, mas isso é um material disponível para o qual podemos aceder para entender a origem de todas as coisas e acima de tudo para entender a nossa própria existência como nos foi concedida.

Quando acede a esses pós mágicos, para o nosso cérebro é a introdução de informações de alta qualidade, é a mais alta qualidade que podemos apresentar. Quando está fora e antes que esses pós sejam projetados em nós, eles são plantas, medicamentos, substâncias naturais, mas ao entrar em contato com o nosso cérebro torna-se uma inteligência pura e desidentificada que de repente recupera a impecável capacidade de ver tudo, poder enfrentá-lo tudo, tudo do que fugimos a partir de agora é reduzido a quase nada quando o imponente domínio da inteligência se manifesta.

Eu podia contar tantas coisas que me aconteceram desde que eu inspirei aquele pó mágica, podiam pensar que eu estive com extraterrestres, que eles regeneraram o meu cérebro, que eles me lavaram o cérebro, que entrei num espírito divino, que acordei ou mil outras coisas. Não penso mesmo no que realmente aconteceu comigo, mas asseguro-lhe que aproveito todos os dias da minha vida. Só posso dizer que me sinto imensamente feliz em poder partilhar este serviço em todos os países onde a organização que criei é baseada em apoiar milhões de pessoas que realmente querem fazer uma transformação real nas suas vidas.

Oferecemos apoio médico, psicológico e terapêutico. Eu também criei a escola onde formamos os facilitadores que são os que projetam esses pós mágicos e de onde eles vão para mais de 20 países para oferecer essas maravilhosas soluções naturais que a Mãe Natureza continua a fornecer.

Obrigado Pachamama por nos lembrares e por nos fazeres lembrar o que somos, além de tudo o que tínhamos acreditado e criado na virtualidade da nossa mente.

Alberto José Varela

nosoy@albertojosevarela.com

Para participar nos workshops inscreve-te neste blog para te enviarmos mais informações.

Compartilhe

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top